.posts recentes

. Paris... ah Paris

. Direitos e deveres no emp...

. Jardim Zoologico

. IRS

. Emprego

. Prisão preventiva... a sé...

. Com ou sem futuro???'

. Nós podemos, ou melhor......

. Vendavais e outros mais

. Como um rio

.arquivos

. Abril 2019

. Fevereiro 2019

. Julho 2018

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

Quarta-feira, 28 de Janeiro de 2009

Por momentos

As fábricas fecham, os casais que trabalham nas fábricas abrem falência, famílias abrem falência e a pobreza aumenta, por consequência a criminalidade aumenta, por necessidade os roubos fazem parte do dia-a-dia e portanto restam as questões, "até quando?" e "por quanto tempo?", "o que irá ser de nós nesta crise?", neste flagelo. Por momentos pensámos que vinham dias melhores, pudemos comprar casas decentes, usufruir um pouco de prazeres que nem sonhavamos poder usufruir. Por momentos fomos pessoas e deixamos de ser pobres. Agora estaremos a pagar por esses poucos momentos de prazer?

Por momentos vivemos e descobrimos com um sorriso nos lábios que afinal a vida não é só trabalhar.

Por momentos vivemos e sonhamos e fomos gente.

Agora voltamos a ser apenas sobreviventes, a trabalhar apenas e a ter novamente a noção de que os deveres são o pão de cada de dia e Deus queira que o pão de cada dia não nos falte, pelo menos que não falte aos nossos filhos.

Pelos nossos filhos nenhum sacríficio é grande demais.

Iremos sobreviver.

Paisagemviva


publicado por paisagemviva2 às 08:42

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito

Quinta-feira, 15 de Janeiro de 2009

...

As autoridades chinesas vão desbloquear nos próximos três anos 10 mil milhões de yuans (1,1 mil milhões de euros) para que os construtores modernizem os seus aparelhos de produção e desenvolvam "peças e veículos que utilizem energias novas", referiu o comunicado.

O objectivo é igualmente favorecer, através de incentivos fiscais, os automóveis pouco poluentes, que utilizem energias renováveis nas grandes e médias cidades, sublinhou o Conselho de Estado.

Por último, a partir do mês de Março, o governo vai desbloquear 5 mil milhões de yuans para que os camponeses possam substituir os seus velhos veículos por novos.

As vendas automóveis na China progrediram apenas 6,7 por cento em 2008, registando o seu primeiro crescimento de um só dígito desde 1999 e o número mais fraco dos últimos 10 anos, indicou a Associação dos construtores automóveis (CAAM).

LMP

Agência LUSA

 

------------------------------

Ora aqui está uma medida interessante para cooperar na preservação do meio ambiente, tendo em conta que a fatia de poluição emitida pelos veículos motores poluentes é uma das grandes responsáveis pelo aquecimento global.

Paisagemviva


publicado por paisagemviva2 às 08:50

link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2019

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30


.tags

. todas as tags

.favorito

. Esquecer

. Lagoa

. há cada uma! #14

. E vocês, o que andam a le...

. A moderna escravidão

. A demência do Facebook

. Silêncio de Ouro...

. Vejam lá se não bate cert...

. Coisas da idade

. Sexo virtual a troco de c...

.links

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds