Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

paisagemviva2

paisagemviva2

Ai... a crise :(

25
Jul08

As autoridades apresentam a Bela Vista, em Setúbal, e o Pica-Pau, em Almada, como exemplos de zonas que estão a ser alvo de investigação, embora no Vale da Amoreira, na Moita, e no também problemático bairro da Esperança, em Beja, a nova modalidade esteja a registar um crescimento.

Como o DN avançou ontem, a PSP e a GNR têm em curso investigações em várias zonas do país onde suspeitam que grupos de jovens, sobretudo entre os 16 e os 25 anos, se tenham começado a dedicar à venda de gasóleo e gasolina roubados ao preço de um euro por litro, depois da forte subida do preço dos combustíveis.

As autoridades admitem mesmo que alguns dos negócios sejam realizados na via pública durante a noite, havendo zonas onde têm aparecido frequentemente recipientes com restos de combustível. Contudo, ainda segundo fontes policias, a maior parte das vendas será feita no interior de quintais e garagens e somente a um ciclo restrito de pessoas.

O fenómeno há já largos meses que desespera, fundamentalmente, os proprietários de camiões, sendo eles as principais vítimas dos ladrões, recorrendo, em alguns casos, a segurança privada para defender os bens.

Além de frequentes roubos que variam entre os 500 e mil litros - cujo prejuízo ascende aos 1400 euros - muitos depósitos são perfurados com recurso a picaretas, quando os assaltantes não conseguem extrair a tampão, ou se deparam com dispositivos anti-roubo. |

 

Mais aqui:

http://dn.sapo.pt/2008/07/25/cidades/gasoleo_roubado_vendido_bairros_prob.html

 

 

 

Porque é que o trabalhador é sempre o roubado?

 

 

Paisagemviva

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.