.posts recentes

. Prisão preventiva... a sé...

. Com ou sem futuro???'

. Nós podemos, ou melhor......

. Vendavais e outros mais

. Como um rio

. Mergulhar

. A imagem refletida

. A Beleza em Portugal

. ...

. ...

.arquivos

. Agosto 2017

. Julho 2017

. Fevereiro 2017

. Janeiro 2017

. Novembro 2011

. Setembro 2010

. Agosto 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

Quarta-feira, 17 de Dezembro de 2008

...

 

Convido-vos a apreciarem a contradição dos parágrafos enunciados abaixo sobre os acontecimentos esperados para hoje:

 

Comemora-se hoje o dia dos Direitos Humanos. Comemora-se também o 60º aniversário da Declaração Universal dos Direitos do Homem.

 

e

 

"O Parlamento Europeu vai pronunciar-se hoje em Estrasburgo sobre a nova lei de tempo de trabalho, (...)

 

(...) sobre uma proposta apresentada pela então presidência eslovena, que prevê a possibilidade de ser ultrapassado o actual tecto de 48 horas semanais, (...)"


publicado por paisagemviva2 às 09:06

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Terça-feira, 16 de Dezembro de 2008

...

O primeiro-ministro, José Sócrates, afirmou hoje que 2009 será ano de "tempos difíceis", que exigem "o melhor de todos, empresários e administração pública".

por

 DES

TAK

 

-------------------------------------------

O que é que o Sr. percebe de "tempos difíceis"? Alguma vez passou fome para dar de comer aos filhos??????

Alguma vez trabalhou nas obras? Passou frio? Teve que escolher entre um medicamento para não sofrer ou o comer?

 

Paisagemviva


publicado por paisagemviva2 às 10:54

link do post | comentar | favorito
|

Sexta-feira, 12 de Dezembro de 2008

E ainda ...

Resolução da Assembleia Legislativa da Região

Autónoma da Madeira n.º 30/2008/M

Recomenda ao Governo da República o aumento dos valores

das pensões mínimas equiparando ao valor do salário mínimo

nacional, acrescido dos custos de insularidade no caso dos

beneficiários das Regiões Autónomas.

 

Foi noticiado pelo

 

Correio da Manhã

Em: Diário da República, 1.ª série — N.º 240 — 12 de Dezembro de 2008

que a segurança

social perdeu 250 milhões de euros em fundos de investimento

imobiliário. Segundo foi noticiado, o Ministro do

Trabalho e da Solidariedade Social, Vieira da Silva, recusou

revelar o montante exacto desta desvalorização, referindo

apenas a queda de 3,14 % da rentabilidade do Fundo entre

Janeiro e Setembro de 2008.

O Fundo de Estabilização Financeira da Segurança Social

(FEFSS) tem como objectivo rentabilizar o dinheiro

da segurança social e assegurar, a longo prazo, a sustentabilidade

do sistema, tendo o Governo definido a meta

de 9000 milhões de euros para 2008.

Definida esta meta e não havendo grande preocupação

por parte do Governo da República face a este prejuízo dos

250 milhões de euros, até porque o Governo garante que o

FEFSS tem uma rentabilidade acima da do sector privado,

deveremos presumir que o Estado estará em condições

de cumprir de imediato a promessa de equiparação das

pensões mínimas ao valor do salário mínimo.

Não obstante, estamos claramente numa situação de

má gestão dos dinheiros públicos e essa gestão danosa é

da responsabilidade do Partido Socialista. Não podemos

admitir que os dinheiros públicos não tenham a devida

utilização para a população, e, no caso concreto, são dinheiros

públicos necessários para o pagamento de pensões.

As estratégias de gestão dos dinheiros públicos por parte

do Partido Socialista não podem em caso algum colocar

em risco o cumprimento das obrigações do Estado e, neste

caso, o Estado tem de assegurar as condições mínimas de

sobrevivência aos grupos de cidadãos mais vulneráveis.

Apenas se exige a mesma prontidão com que o Estado

actuou para ajudar a Banca a sair da crise que atingiu os

mercados financeiros.

A crise atingiu também os Portugueses e o Estado ainda

não aplicou a mesma prontidão na criação de medidas

que são urgentes, sobretudo para milhares de famílias

que dependem de pensões mínimas e que se deparam com

dificuldades crescentes no seu dia -a -dia.


publicado por paisagemviva2 às 09:40

link do post | comentar | favorito
|

Terça-feira, 9 de Dezembro de 2008

Viva a paisagem

A natureza sempre me fascinou pela sua simplicidade, mas acima de tudo pela beleza que dela emana sem qualquer esforço.

Nunca se preocupa com as rugas, amanhece bela e assim anoitece sem qualquer esforço, mais uma vez. Desfila despreocupadamente pela nossa frente no seu amplo esplendor, a tristeza é algo natural, assim como o inverno ou o anoitecer, tudo é perfeitamente natural ao acontecer.

Preocupação... o que é isso? Só se for na procura de alimento ou água, mas ainda assim isso também é algo perfeitamente normal e natural.

Não há bottox para a natureza... a menos que seja a primavera?!, não há implantes para a natureza?! só o anoitecer calmo e ponderado em que se vê um fascinante pôr-do-sol.

As secas vêm e vão, assim como toda a estação e como a vida em toda a sua comunhão.

Paisagemviva


publicado por paisagemviva2 às 14:06

link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

Terça-feira, 2 de Dezembro de 2008

Confusão geral

Realmente acho que todos temos direitos e não o vou contestar de forma alguma, mas sempre ouvi dizer e concordo que os nossos direitos acabam onde os dos outros começam.

 

Agora está na moda, talvez incutido pelos media, discutir os direitos dos prisioneiros, dos toxicodependentes, de todos aqueles que de alguma forma escolheram o caminho "errado" da vida!!!

 

Tudo bem, todos temos direitos e todos somos humanos, mas se o fulano x é toxicodependente e roubou a vizinha para comprar droga, primeiro têm que discutir os direitos da vizinha, pois a toxicodependência não é uma doença, é uma opção.

 

Se vão expor os direitos do prisioneiro que está preso por ter morto um polícia ou um simples cidadão, quem é que apoia a família da vítima?????

Acho que este país, onde vivo, anda extremamente confuso.

Paisagemviva


publicado por paisagemviva2 às 14:02

link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Agosto 2017

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5

6
7
8
9
10
11
12

13
14
15
16
17
18
19

20
21
23
24
25
26

27
28
29
30
31


.tags

. todas as tags

.favorito

. Silêncio de Ouro...

. Vejam lá se não bate cert...

. Coisas da idade

. Sexo virtual a troco de c...

. Pré-adolescência

. ...

. Depois somos nós os chato...

.links

.Fazer olhinhos

blogs SAPO

.subscrever feeds